Oceanografia

Formação e composição das praias.

Uma praia é uma formação geológica consistindo de partículas soltas de rocha tais como areia, cascalho, ou calhaus ao longo da margem de um corpo de água, ou seja, na costa, quer do mar, de um rio ou de um lago.

Praias oceânicas
As praias arenosas oceânicas sofrem grande influências das marés e das ondas. Nestas praias podem distinguir-se as zonas abaixo descritas:

Zona de Arrebentação – é a parte da praia onde as ondas “arrebentam” ou se “quebram”. Se houver bancos de areia afastados da praia podem ocorrer outras zonas de arrebentação sobre estes.
Zona de Varrido – é a parte da praia “varrida” pelas ondas periodicamente. Está entre os limites máximo e a mínimo da excursão das ondas sobre a praia. Logo após esta zona pode ocorrer uma parte onde se acumulam sedimentos – a berma. Devido às marés e às tempestades e ressacas esta parte da praia pode avançar e regredir.

Tipos de praias oceânicas

Praia de Matadeiros, em Santa Catarina, BrasilExistem diversos tipos de classificações de praias. Duas destas classificações são a da “Escola Australiana” e da “Escola Acadêmica Brasileira.”

Praias fluviais
As praias fluviais sofrem a influências das cheias dos rios e dos sedimentos trazidos pelos mesmos. Com a cheias estas praias podem desaparecer. Já na época da estiagem podem se tornar bem extensas.

Lembrem- se, tudo que observamos ou interagimos tem um contexto científico, sendo assim praia, nãoi é só sol e mar.

Abração Profº Milton neto

Anúncios

Um comentário em “Formação e composição das praias.”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s